Sérgio Brum, presente!

Sérgio Brum

Sérgio Brum

Nascido em 06 de setembro de 1952, o engenheiro civil Sérgio Luiz Brum faleceu em 04 de maio último, depois de uma vida dedicada à família, à profissão e à luta por condições dignas de trabalho. Em particular, dos servidores públicos municipais. De 1972 a 2011, serviu aos cidadãos da capital, atuando na Prefeitura de Porto Alegre, nas secretarias da Administração (SMA), do Planejamento Municipal (SPM) e de Obras e Viação (SMOV). Ao longo dos mesmos 39 anos, participou de entidades de classe, sindicais e associativas, como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-RS), Sindicato dos Engenheiros (Senge-RS), Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e Associação dos Técnicos de Nível Superior do Município de Porto Alegre (Astec), dentre outras.

Sua destacada contribuição o caracterizou como um dos líderes mais representativos na história do associativismo e do movimento sindical porto-alegrense.

Desde as primeiras discussões que antecederam a fundação da Associação dos Técnicos de Nível Superior do Município de Porto Alegre (Astec), no início dos anos 1990, o engenheiro civil Sérgio Luiz Brum desenvolveu importante esforço voluntário em prol dos direitos e de condições dignas de trabalho tanto dos profissionais graduados concursados da Prefeitura de Porto Alegre (PMPA), quanto dos demais municipários. Ocupou diversos cargos, em diferentes gestões.

No período entre a criação da entidade e 2008, bem como de 2011 a 2016, Brum atuou como Conselheiro da Astec, participando da organização de eventos importantes. Foi idealizador e realizador das seis edições já concretizadas da Mostra de Trabalhos e Projetos dos Técnicos de Nível Superior da Prefeitura de Porto Alegre - Expotec, nos anos de 2007, 2010, 2012, 2014, 2017 e 2019.

Na gestão 2009-2010, presidida pela adm. Margareta Baumgarten, Brum foi vice-presidente da entidade, tendo participado do coroamento da luta que deu origem à entidade – a Gratificação de Incentivo Técnico (GIT), cuja integralidade foi assinada pelo então prefeito José Fogaça, na sede da Astec, em 03 de março de 2010.

DESTAQUE

PALAVRA DO PRESIDENTE

ARTIGOS

NOTÍCIAS

SESSÃO CULTURA

SESSÕES ESPECIAIS

No mesmo ano, incansável militante das causas dos servidores públicos, destacou-se como um dos líderes do histórico movimento “Capacetes Brancos”. A ampla mobilização, que contou com a maciça adesão da categoria dos chamados “profissionais CREA-RS”, na PMPA, alcançou uma vitória significativa para a remuneração dos servidores municipais detentores de cargos de provimento efetivo de Engenheiro, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Florestal, Engenheiro de Operações, Engenheiro Químico, Arquiteto, Geólogo e Geógrafo, em efetivo exercício: culminou com a conquista da Gratificação de Alcance de Metas (GAM), para esses técnicos.

De 2017 a 2020, Brum ocupou a presidência da Astec, nos quatro primeiros anos de um dos períodos que vem se revelando como um dos mais duros para o serviço público, inicialmente, com a gestão de Nelson Marchezan Jr., seguido por Sebastião Melo. Desde então, ações em linha dos governos Federal, Estadual e Municipal têm desmantelado, por meio da reforma administrativa, da terceirização e da privatização, o patrimônio que deveria ser de todos os cidadãos. Na Prefeitura de Porto Alegre, salários congelados e carreira dos servidores, destruídas.

No decorrer de suas duas gestões na presidência da entidade, destacou-se também como conselheiro do Departamento Municipal de Previdência, o Previmpa. Muitos foram os movimentos, os debates em defesa do patrimônio da autarquia e da manutenção de sua condição de previdência pública, além dos artigos publicados na grande mídia denunciando a falácia de que existe um rombo nas contas do Departamento, quando, na verdade, há uma dívida da Prefeitura para com o órgão.

Na presidência da Astec e como vice-presidente, na atual gestão, 2021-2022, conduzida pelo eng. agron. Irineu Foschiera, Brum criou diversos programas de mídia, realizados pela entidade, para discutir questões relevantes para os servidores públicos.  Foram inúmeras lives sobre uma grande diversidade de temas, painéis com especialistas e o “Dialogando”, quadro de entrevistas sobre comportamento e saúde.

 

No âmbito familiar, a mãe, Therezinha; a esposa, Neide; a filha, Fernanda e o genro Cassiano; o filho, Raphael e a nora, Lucia; entre os colegas e mesmo nos meios de representação política, Sérgio Brum deixou saudades, mas, também, o exemplo de um lutador aguerrido pelo coletivo, pelo que é certo. Seu legado marcou, de forma perene, o associativismo e o sindicalismo porto-alegrenses.

Sérgio Brum, presente!

Currículo resumido Sérgio Luiz Brum

• Graduado em engenharia civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

• Trabalhou na Prefeitura de Porto Alegre de 1972 a 2011, nas secretarias da Administração (SMA), do Planejamento Municipal (SPM) e de Obras e Viação (SMOV).

• Atuou em entidades sindicais e associativas, como o Sindicato dos Engenheiros (Senge-RS), Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e Associação dos Técnicos de Nível Superior do Município de Porto Alegre (Astec), dentre outras.

• Autor de artigos sobre política, economia e associativismo, voltados à gestão pública, em diversas edições da Revista da Astec.

 

Livros publicados:

- Evoluindo por Causa da Pandemia (junho 2020) – Formato e-Book Kindle;

- Vida de Barnabé (julho 2020) – Formato e-Book Kindle.

charge
Família Brum

Família Brum, na comemoração dos 90 anos da mãe do engenheiro Sérgio Brum, Therezinha, com os filhos Raphael e Fernanda e a esposa, Neide

Representantes da Astec

Representantes da Astec acompanham votação do PL 02/2019, em dia de conflitos com a Guarda Municipal, que resultou em vários servidores feridos (25/03/19)   
Foto: Rita Escobar/CarliCom

Artigos | Revista da Astec  v. 23 n. 49 agosto 2022.  

parceiro4.jpg